BONEY M DE VOLTA AO PASSADO AO P…

Pela mão de Boney M, os g…

ELIANE DE JESUS: SINTO-ME BEM AM…

ELiane de Jesus é o nome …

Kandjulado, do acampamento de es…

Grupo composto por sete a…

Bass revela as razões que o leva…

Bass, detentor de uma das…

Namibe: Show deLil Saint, Kyaku …

A primeira semana do Mês …

Single de Johnny Ramos no Top da…

O regresso aos lançamento…

GRUPO KASSAV EM ANGOLA E PELA PR…

O grupo Kassav com mais d…

Calema: “Pretendemos levar o álb…

A dupla Calema, composta …

Neide Sofia dispensa convites pa…

Neide Sofia declinou um c…

Fundos do show dos dez anos de c…

C4 Pedro, um dos mais inf…

«
»
SIGA-NÓSTwitterFacebook

Paulo Flores acusado de roubo de música

Trata-se da letra e música “Makalakato”, do antigo percussionista do conjunto “Merengues”, que se encontra actualmente a residir em Portugal, conforme denúncia de Nanutu.
Tudo começou as 15 horas desta segunda-feira, 26, quando o internauta Eduardo Cussendala publicou a letra da música com um título provocador: “Paulo Flores só pode ser bruxo”, ficando popularizado com mais de 100 partilhas e um número elevado de comentários.

Num dos comentários, o saxofonista Nanutu, membro do projecto ‘Os Quatro Mwangolés Sax’, afirma que a letra e música em referência é de autoria do músico angolano Galiano Neto, que se encontra a residir em Portugal.
“A letra e música ‘Makalakato’ é de autoria de Galiano Neto, que foi percussionista do conjunto ‘Os Merengues’. Ele é oriundo da Ilha de Luanda, mas os pais pertencem ao grupo carnavalesco ‘União Mundo da Ilha’, onde ainda tem família”, explicou Nanutu, revelando que tal informação lhe foi avançada pelo próprio Galiano Neto, esclarecendo que o primeiro título da música era ‘Sr. Ministro’.
O saxofonista confirma a capacidade artística de Galiano como compositor daquela época em que tocaram juntos nos ‘Merengues’. “O Galiano Neto chegou a ser meu professor na primária, na Casa dos Rapazes de Luanda, pois não teria necessidade de mentir. Não haveria necessidade ser eu a contar a história, mas como ouço a mentira tantas vezes, havendo até um grande descontentamento do verdadeiro autor em relação a este assunto. Investigue-se façam favor”, rematou o artista.

Por sua vez, em resposta a acusação, o agente de Paulo Flores, Carlos Bartilotti, declarou que o artista reconheceu que a música é de facto do Galiano Neto e que o Paulo só escreveu uma parte da letra com ele. “A autoria da música e parte da letra cantada por Paulo Flores, como está na contracapa do disco, está registada na Sociedade Portuguesa de Autores. O Paulo não compreende o motivo desta acusação quando ele sempre disse isso (que a música pertence a Galiano Neto) e está nos direitos de autor confirmado. O Paulo sugere que falem com o Galiano Neto sobre o assunto para confirmar”, finalizou por meio da rede social WhastaApp.
O Portal Marimba Selutu contactou Galiano Neto, recorrendo ao Facebook do percussionista e esclareceu nos seguintes termos: “Ainda sobre a denúncia de Nanutu devo esclarecer que em devido momento respondi, esclarecendo ao próprio (Nanutu) a verdade dos factos pelo que caso seja do vosso interesse, deverão contactá-lo. Não faz parte do meu carácter colocar os problemas em asta pública nem me satisfaz colocar figura de quem quer que seja, na lama. Porque, não é desta forma que estou na vida e na música”, relatou Galiano Neto em mensagem ao Marimba.
Fonte:Marimba

Noticias

Musica

Eventos

Reporter Famastar

SOBRE NÓS