POR QUE O CÂNCER DE MARCELO REZE…

Steve Jobs, Patrick Swayz…

Neide Sofia dispensa convites pa…

Neide Sofia declinou um c…

Fundos do show dos dez anos de c…

C4 Pedro, um dos mais inf…

Dj Dias Rodrigues junta artistas…

O Dj Dias Rodrigues vai j…

Os Dream Boys vão sair da Bom So…

Os membros do grupo music…

Novo projeto social leva Neide a…

A cantora e bailarina Nei…

Onde está o coração de Matias Da…

«Onde está o teu coração …

Pedro é o destaque no festival d…

O músico angolano C4Pedro…

Força Suprema: “Se fosse para vo…

Conquistando o público an…

NANDINHO SEMEDO ESTREIA NOVO VID…

O músico internacional Na…

«
»
SIGA-NÓSTwitterFacebook

Moçambique:Projeto entrega motos ambulância para grávidas

  • Written by:

Um programa de apoio à saúde materna e infantil entregou hoje cinco motas ambulância e outros materiais para a província de Sofala, centro de Moçambique, numa altura em que o transporte continua a ser uma raridade.
“A nossa enfermeira vai ter melhores condições para reduzir a mortalidade materna e infantil nas nossas unidades sanitárias”, referiu Emelina José, representante da direção provincial de saúde ao receber o donativo.

O apoio deverá beneficiar mulheres grávidas abrangidas por 30 unidades sanitárias de 11 distritos.
Muitas mulheres moçambicanas continuam a dar à luz em casa, sem assistência qualificada e tardam em procurar serviços de uma unidade de saúde, destaca a direção do Programa de Sobrevivência Materna e Infantil da Usaid, agência norte-americana para o desenvolvimento.

Só 36% da população tem um centro de saúde ao qual pode chegar em meia-hora, enquanto outra parcela de 30% não tem acesso a nenhum tipo de cuidado, acrescenta.
As moto-ambulâncias hoje entregues pretendem “reforçar o transporte da mulher grávida, desde a comunidade onde se encontra até à respetiva unidade sanitária”.

O material entregue inclui ‘kits’ de demonstração culinária com o objetivo de reduzir os índices de desnutrição.
O Programa de Sobrevivência Materna e Infantil é um consórcio liderado pela Jhpiego, entidade afiliada da Universidade Johns Hopkins, e que inclui as organizações Save The Children, John Snow e PATH.

O consórcio trabalha com o Ministério da Saúde para aumentar o acesso da população a serviços de saúde reprodutivos, maternos, neonatais e infantis de qualidade, com foco nas províncias de Nampula (norte) e Sofala (centro).
“A nossa enfermeira vai ter melhores condições para reduzir a mortalidade materna e infantil nas nossas unidades sanitárias”, referiu Emelina José, representante da direção provincial de saúde ao receber o donativo.
O apoio deverá beneficiar mulheres grávidas abrangidas por 30 unidades sanitárias de 11 distritos.

Muitas mulheres moçambicanas continuam a dar à luz em casa, sem assistência qualificada e tardam em procurar serviços de uma unidade de saúde, destaca a direção do Programa de Sobrevivência Materna e Infantil da Usaid, agência norte-americana para o desenvolvimento.
Só 36% da população tem um centro de saúde ao qual pode chegar em meia-hora, enquanto outra parcela de 30% não tem acesso a nenhum tipo de cuidado, acrescenta.

As moto-ambulâncias hoje entregues pretendem “reforçar o transporte da mulher grávida, desde a comunidade onde se encontra até à respetiva unidade sanitária”.
O material entregue inclui ‘kits’ de demonstração culinária com o objetivo de reduzir os índices de desnutrição.

O Programa de Sobrevivência Materna e Infantil é um consórcio liderado pela Jhpiego, entidade afiliada da Universidade Johns Hopkins, e que inclui as organizações Save The Children, John Snow e PATH.
O consórcio trabalha com o Ministério da Saúde para aumentar o acesso da população a serviços de saúde reprodutivos, maternos, neonatais e infantis de qualidade, com foco nas províncias de Nampula (norte) e Sofala (centro).

Noticias

Musica

Eventos

Reporter Famastar

SOBRE NÓS